quarta-feira, julho 29, 2009

Amorofagia

Sabe bem sentir-se a morrer de amor. E ao contrário também.

Sem comentários: